Meu perfil
BRASIL, Norte, MARABA, LARANJEIRA, Homem, Portuguese, English, Livros, Informática e Internet, Arte e cultura
MSN - dr.valdinar@hotmail.com




Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog do Dr. Valdinar M. de Souza
 


Mensagem de aniversário ao meu filho Douglas

Douglas Monteiro, meu filho amado:

 

Hoje, 4 de janeiro de 2015, você está no berço, completa mais um ano de vida, em nossas vidas! Parabéns, meu filho! Pena que a distância física me impeça o abraço paterno tão merecido do dia hoje: estou em Marabá e você está em Bragança, neste nosso Pará de dimensões continentais. Sinta-se, contudo, abraçado, meu filho. Receba-o da pessoa do Samuel, seu irmãozinho que tanto o admira, e da Câmelha Pereira Santos Souza, sua madrasta, que aí estão para o tratamento da saúde dela e me representarão neste ato. Também a dona Maria José Brito Correia, sua mãezinha querida, o fará. A Lene, sua amada mulher, e a Noelma, Noângela e Neumária, suas irmãs biológicas, também o farão.

Você é um homem bom e tem muitas qualidades, dentre elas a profunda bondade e humildade, que – tenho convicção absoluta – herda de sua mãe, Maria José Brito Correia, uma das pessoas mais humildes e bondosas com quem tive até hoje a oportunidade de conviver. Continue assim, meu filho. Continue, porque a bondade e a humildade sempre haverão de abrir portas na sua vida.

Ah, meu filho, ocasiões como esta são sempre oportunas para o agradecimento e o pedido de perdão. Quero, pois, agradecer a Deus pela dádiva da sua vida em nossas vidas, meu filho, mas quero também lhe pedir perdão pelos erros que cometi em relação a sua pessoa, ao longo de sua criação. Ah, meu filho, eu sei que errei tanto! Sim, eu errei muito. Saiba, contudo, que jamais o fiz propositadamente, todos os erros cometidos por mim foram na intenção paterna e amorosa de acertar. Perdão, meu filho! Perdão.

Mais uma vez, parabéns, meu filho! “A dor da nossa distância forçada vai estar sempre comigo”, para citar Bráulia Ribeiro, digo expressando a minha dor e saudade impostas pela separação física. “O SENHOR te abençoe e te guarde” (Nm 6.24), digo abençoando-o! Sim, o SENHOR abençoe e guarde você sempre!

Hoje você completa 28 anos de vida. Que bom! Vá, meu filho, siga sua vida, errando como homem, pois todo homem erra, mas, a despeito disso, buscando sempre o caminho da lealdade e da retidão. Nunca se esqueça disso, meu filho. E que o Grande Arquiteto do Universo, que é Deus, amor e bondade, o conduza no seu caminho eterno, como diz a sua bendita Palavra!

Ab imo pectore, ab imo corde,

 

Seu pai.



Escrito por Dr. Valdinar M. de Souza às 11h47
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]